Menu

A história da Arosa começa na Suíça alemã, em Aarau (Argóvia), com o pequeno Paul Emmenegger. Em meio à Segunda Guerra Mundial, o garoto que ingressara na panificação aos 12 anos e fazia entregas para a pequena fábrica do pai decidia se especializar em confeitaria antes de servir ao exército. Sábia decisão! Determinado, Paul foi para a cidade de Lausanne, na Suíça francesa, onde, como aprendiz de confeiteiro, se especializou na confecção de folhados e croissant para o deleite dos nobres europeus refugiados que ali aguardavam o fim da Guerra.

Apesar do sucesso na panificação, Paul, como bom suíço, tinha mesmo como seu maior desejo o chocolate! Assim, Paul iniciou sua carreira de chocolateiro na empresa suíça Sprüngli (atualmente Lindt & Sprüngli) em Zurique. Pouco tempo depois, passou por uma rigorosa seleção e ingressou como trainee na empresa suíça Suchard, detentora da marca mais antiga e prestigiada da história do chocolate - criadora do Milka, em Neuchatel, na Suíça francesa. Ele sabia que ali daria o pontapé inicial para ganhar o mundo e, não à toa, um ano depois, estava passando por terras brasileiras a bordo de um navio com destino a Buenos Aires para gerenciar a produção da Suchard argentina. Neste momento, Paul vislumbrou uma terra promissora onde poderia, um dia, construir seu futuro legado.

Na Argentina de Perón, com um surpreendente “jogo de cintura”, ele prosperou driblando as mudanças econômicas, sociais e grandes conflitos da época e conheceu a mulher que mudaria o rumo de sua vida, com quem se casaria e partiria para um novo desafio. Paul e sua esposa Ruth acreditavam que as terras paulistas poderiam lhes trazer boas oportunidades. E eles estavam certos, foram visionários em sua decisão.

Sua primeira experiência empreendedora no Brasil não seria das melhores. Infortúnio para Paul, sorte para os brasileiros amantes da gastronomia. Por todo o treinamento e experiência adquirida na Suchard, Paul foi muito recomendado para trabalhar junto à direção da Lacta, no bairro Vila Mariana, em São Paulo, onde acabou se destacando ao longo de 28 anos frente à conhecida fábrica de chocolates, inclusive na criação de produtos apreciadíssimos pelo público até hoje.

Nesta época, Paul percebeu que havia no mercado brasileiro uma lacuna a ser preenchida. Inspirado nos tempos de Lausanne e agora com toda a bagagem adquirida, junto com a esposa Ruth, decidiu iniciar em um pequeno galpão sua produção de croissant, nascendo oficialmente a Produtos de Confeitaria Arosa – nome escolhido para homenagear uma memorável viagem da família, já com os filhos, a um vilarejo alpino suíço.

Naquele momento, a venda do croissant se mostrou muito difícil. Produzido artesanalmente e vendido assado, perdia o frescor rapidamente. Além disso, era um produto praticamente desconhecido no Brasil e o requinte exigido na sua produção o tornava bem mais caro que o pão francês, de consumo tradicional.

A alternativa foi optar por oferecer outro produto, também requintado, inovador e pouco conhecido, mas que permitia colocar em prática a ideia de produzir diversas receitas diferentes: a massa folhada, carinhosamente conhecida pelo brasileiro, desde esta época até os dias atuais, como “Massa Arosa”. Iniciou-se, então, a produção do tradicionalíssimo tablete de 400 gramas de massa folhada resfriada, comercializada nos mais novos modelos de venda a varejo da época, os supermercados. A Arosa começou a ganhar mercado com a massa folhada. Consequentemente, Paul construiu a fábrica no bairro do Capão Redondo em São Paulo, o prédio que abrigaria a Arosa por 20 anos.

Com a evolução da estrutura oferecida pelos supermercados surgiu um novo espaço, dedicado aos produtos congelados. O versátil tablete de 400 g passou a ser a Massa Folhada Congelada Arosa 400 g, presente até os dias atuais no mercado brasileiro. Com este advento, o volume de vendas aumentou significativamente. Nesta fase, os filhos passaram a participar cada vez mais ativamente do negócio: na estruturação da produção, no lançamento de novos produtos, na implantação de novas e eficientes linhas de produção, no uso da tecnologia em todos os setores, na evolução estratégica de vendas, no desenvolvimento de novos mercados e no fortalecimento da equipe de trabalho, adotando sempre a filosofia de melhoria contínua em todos os processos.

Esta movimentação gerou uma maior variedade de produtos, o que atraiu a atenção da clientela e abriu novas possibilidades, como, por exemplo, a entrada em um mercado que cresce cada dia mais – o food service. Para atender à demanda gerada, surgiu a primeira loja exclusiva Arosa no bairro de Moema, em São Paulo.

Impulsionada pelo crescimento econômico do país e com mais de 10 lojas Arosa em operação, o prédio no Capão Redondo, plenamente adequado no início, tornou-se exíguo, dificultando o crescimento planejado da fábrica. Foi então que, em 2001, a marca transferiu sua unidade fabril para as modernas instalações no Distrito Industrial de Itatiba-SP, construídas para atender a todas as demandas geradas pelo crescimento da empresa e com capacidade para acomodar de maneira organizada o seu plano estratégico.

Dos tempos do jovem Paul, que aplicava a arte da panificação em um pequeno galpão, até hoje, os produtos e as tecnologias evoluíram muito, sempre acompanhando as tendências europeias, genuinamente mescladas ao estilo brasileiro. Passaram a fazer parte da linha de produção a massa para torta, de receita suíça, e a massa fillo, de origem grega. A massa folhada ganhou outros formatos, recebeu recheios e coberturas e, em 2005, com a importação de uma linha automática dedicada, os croissants voltaram a fazer parte do leque de produtos Arosa.

Evoluções estas sempre acompanhadas da mesma filosofia adotada desde o princípio, lá na pequena fábrica da família – de oferecer sempre um produto diferenciado, feito com extremo cuidado e maestria. Com mais 50 anos de tradição, a Arosa tornou-se não só uma marca de qualidade, mas um símbolo, da história e persistência de Paul presente nos momentos especiais das famílias brasileiras.

Obrigado por escolher a Arosa!



MISSÃO

Oferecer produtos alimentícios de alta qualidade e valor agregado, possibilitando
ao consumidor um toque personalizado no momento do preparo e degustação.

VISÃO

Cada vez mais as pessoas terão menos tempo para se dedicar à produção artesanal de alimentos de elaboração sofisticada e, portanto, trabalhosa. Nos concentraremos em oferecer produtos e serviços que permitam ao consumidor o preparo e/ou degustação de receitas elaboradas e de alta qualidade, dentro desta nova realidade.

VALORES

Qualidade e melhoria contínua para satisfação dos consumidores.Compromisso
com a valorização e a qualidade de vida dos Recursos Humanos.